• Kit Literario

Eu tenho medo...



Sentir medo é normal, faz parte do desenvolvimento infantil e, serve como um importante recurso emocional de defesa e proteção.Durante o crescimento, as crianças, enfrentam várias situações onde são confrontadas com mudanças e conflitos que resultam em receios, dúvidas e angústias. Estes medos são comuns a todas as crianças: medo de ser abandonado, medo da noite, dos monstros nos armários, dos mascarados… São medos psíquicos pois são relativos a objectos imaginários como por exemplo o medo que as crianças sentem pelo lobo na história dos "3 Porquinhos", lobo este que as crianças nunca viram na realidade.


É na infância que muitas dessas emoções são despertadas com maior intensidade e, é a qualidade das experiências vividas pela criança, que vai determinar o seu comportamento futuro. Os livros infantis ilustrados podem ser uma ótima ferramenta para apresentar assuntos complexos para as crianças e ajudar no diálogo entre pais-filhos sobre situações, comportamentos ou sentimentos difíceis.


A literatura, através dos livros infantis ilustrados dialoga diretamente com o imaginário infantil, evoca elementos fantasiosos que ajudam as crianças a identificarem-se com os seus próprios medos, as suas angústias, de um modo indireto e subtil. Sempre num ambiente seguro (casa, quarto) e com uma pessoa de referência emocional (mãe/pai).

Quando a criança tem acesso a um livro infantil ilustrado não ocorre apenas a leitura de um texto e de uma imagem, ocorre a criação de uma experiência completa. As crianças acreditam que aquilo que estão a sentir é algo que realmente está a acontecer, que o monstro está mesmo debaixo da cama ou mesmo dentro do armário. As crianças capacitam-se de recursos para enfrentar esse medos em experiências reais futuras.


Ao ouvir histórias em que são expostos os seus medos, a criança apercebe-se que não é a única a senti-los. É frequente que as crianças escolham livros que lhes provoquem medo, porque precisam de ser confrontadas a essas emoções, para as conseguirem controlar e sentirem-se seguras. Ao pedirem para lhes lerem e relerem inúmeras vezes a mesma história, as crianças apenas estão a confrontarem-se uma e outra vez com o que lhes provoca arrepios mas que as tranquiliza uma vez o livro terminado e fechado. Estas leituras são precisas durante o crescimento das crianças quer psicologicamente quer afetivamente, pois ajudam-nas a enfrentar os seus medos e a ultrapassá-los, ajudam-nas a criar uma espécie de proteção psicológica.


Sentir medo ao ler um livro adaptado à sua idade é benéfico e necessário, pois ao idealizar o medo sob a forma de monstro, bruxa, animal permitirá que a criança não viva sozinha esse sentimento negativo e materialize o medo numa imagem precisa. A projeção das crianças nas personagens da história é essencial para controlar os medos, sendo que o objeto livro mantém o medo nas suas páginas e é a criança que decide quando o quer abrir ou fechar, conferindo-lhe o controle sobre o que a assusta.


Veja aqui quais são os medos mais comuns das crianças, em cada fase do desenvolvimento, e alguns livros para leitura conjunta (pais-crianças) aí em casa. Também lhe sugerimos que fale com as crianças sobre o medo das pessoas adultas. Será que o pai e a mãe também têm medo? Do que têm eles medo? Do que tinham medo quando eram crianças?


Até aos 18/24 meses: os bebés têm medo de objetos novos, ruídos inesperados, situações, ambientes ou pessoas estranhas, quedas ou perigos de quedas, luzes fortes, da ausência dos pais pois acham que as pessoas desaparecem quando não estão ao alcance dos seus olhos.

Está na hora de ler:


O Livro com Medo

de Cedric Ramadier e Vincent Bourgeau 

Edição: Bizâncio


O livro não consegue adormecer. Está a tremer, coitadinho!

O pequeno ratinho vai acalmando o livro a cada página e podemos acompanhar as alterações na cor das páginas e nas expressões do livro à medida que vai vencendo o medo.








As Corujas Bebés

de Martin Waddell; Ilustração: Patrick Benson 

Edição: Fábula


Empoleiradas numa árvore do bosque, a Sara, o Pedro e o Tomás, três corujinhas bebés, põem-se a pensar enquanto esperam que a Mãe Coruja volte para casa.




O Grande Aaa-Uuuh!

de Jonny Lambert 

edição: Minutos de Leitura

O Rato regressa a casa pela floresta escura e murmuriante, quando ouve um horrível e assustador «Aaa-Uuuh»! Quem, ou o quê, estará a fazer este som? Será que foi a Coruja? O Alce? O Urso? Ou será que é mesmo… um monstro?








Nonô e os Medos

de Sibylle Delacroix 

edição: Booksmile

Tenho muitos medos: do lobo, de máscaras, do escuro.

Mas já sei o que fazer quando tenho medo. Queres saber? Eu mostro-te. A Nonô está a crescer. Com as suas histórias amorosas e ternurentas, vamos descobrir como o crescimento é uma etapa divertida!





Dos 18 meses aos 3 anos: as crianças têm medo do escuro, de pessoas mascaradas, de ficarem sozinhas.

Está na hora de ler:


Iluminar a Noite

de Lizi Boyd 

edição: Edicare Editora

Estar dentro da tenda é acolhedor. Mas… o que se passará lá fora? Está escuro? Mete medo? Não, se tiveres a tua fiel lanterna! Este poema visual, tal como o foco de luz da lanterna, revela a magia que existe na escuridão da noite. Só temos de a procurar.






O João e os Monstros

de António Gouveia; Ilustração: Beatrice Cerocchi,

Bruaá Editora

Um dos muitos medos que se pode ter quando anoitece é o dos monstros debaixo da cama. Já vos aconteceu? Neste livro vamos conhecer o João, um menino que sabe que ter medo não faz mal e que por vezes até nos obriga a fazer coisas muito corajosas. Foi o que aconteceu naquela noite, quando ele decidiu enfrentar os monstros que estavam debaixo da sua cama.





Dos 3 aos 5 anos: as crianças têm uma imaginação muito fértil, assustam-se com perigos sobrenaturais e imaginários, monstros, fantasmas, animais, chuva, trovões, de se perderem. Nessa idade também aumenta muito o medo do escuro.

Está na hora de ler:

O Gato Gui e os Monstros

de Rócio Martinez 

edição: Kalandraka

Brincava Gui no seu quarto, na cozinha, na sala, na casa de banho e ouvia barulhos estranhos por todo o lado...










O Sapo Tem Medo

de Max Velthuijs 

edição: Zero a Oito

O Sapo e as amigas Pata e Porca não acreditam em fantasmas, pelo menos até ao momento em que, no silêncio da noite, começam a ouvir uns barulhos assustadores.








Um Pesadelo no Meu Armário

de Mercer Mayer

Editor: Kalandraka

No meu armário havia um pesadelo, mas um dia decidi encará-lo e livrar-me dele para sempre.














O Escuro

de Jon Klassen e Lemony Snicket

Ilustração: Jon Klassen 

edição: Orfeu Negro

O escuro vive na mesma casa que o Lucas. Numa noite, o escuro visita o Lucas no seu quarto e convida-o a visitar a cave, onde uma bela surpresa estará à espera dele…












A Grande Caça ao Monstro

de Norbert Landa 

edição: Minutos de Leitura

"Pata!" gritou o Porco. "Está um monstro debaixo da tua cama! Ele faz pshh pshh, grrrr, bang bang, pam, pam, grauuuu! E também uhuuu!" O que seria esse horrível monstro que fazia barulhos tão estranhos? Os animais enchem-se de coragem e partem para ajudar a Pata, que aparentemente estava em grandes apuros.




A partir dos 5 anos:  as crianças têm um medo imenso de serem abandonadas, de ladrões e de personagens de terror (fantasmas, monstros, criaturas fantásticas).

Está na hora de ler:



Os Três Bandidos

de Tomi Ungerer 

edição: Kalandraka

Era uma vez três ferozes bandidos que andavam sempre escondidos por baixo de longas capas pretas e de altos chapéus pretos. O primeiro tinha uma pistola, o segundo um fole cheio de pimenta e o terceiro um enorme machado vermelho…

"Os três bandidos" é um clássico contemporâneo da literatura infantil mundial.